Uma hóspede e um final de semana em D.C.

Quando você tem hóspedes em casa é bom né?  – Só os chatos vão discordar (buuuuh… rsrs desculpem leitores, vou me comportar) -. Enfim, se você é meio chatinho vou te dar uns argumentos para você deixar de ser assim e até o final desse post é quase garantia que vai ter se transformado numa pessoa mais relax e legal (rsrsr).

Vantagens de hospedar alguém em casa:

  1. Se você é daqueles que é preso na rotina, com alguém em casa você tem a chance de quebrar aquela rotina que te aprisiona e fazer um negócio diferente todo dia.
  2. Você vai exercitar o seu lado altruísta. Isso!! Vai pensar mais no outro, se preocupar com o bem-estar do outro, daquele outro que tudo que você quer é que seja feliz e se sinta a vontade dentro da sua casinha.
  3. Ah, mas você é muito territorial e gosta de tudo do seu jeito? Então está na hora mesmo de você ter um hóspede (e te desejo um daqueles bem bagunceiros… brincadeira!). Mas sério, deixa de ser assim e relaxa. Receber alguém em casa é ter companhia em noites vazias depois do trabalho e papear até o sol raiar.
  4. Hopedar alguém em casa é trocar experiências. Aprender sobre o outro e com o outro (sacou?).
  5. Por último e muito importante, você vai ter todas as desculpas que precisa para cair nas graças desse mundo, porque como bom anfitrião o seu papel é de mostrar tuuudo. Isso significa que você tem todo o direito de sair turistando por aí (ninguém vai te julgar! haha  S e  j o g a !)

Já entendeu porque vim com todo esse discurso bonito né?  Seguinte, tenho uma hóspede em casa! E o que você faz quando sua hóspede é estudante de direito e só quer saber de lei e essas coisas… Leva ela para a capital do país! Washington D.C aí vamos nós! (ôpa, demonstrei empolgação? Só estou fazendo isso pela hóspede mesmo… puro altruísmo lol)

Nessa aventura embarcaram:

Eu – auto entítulada melhor anfitriã do mundo -.

A Hóspede – também conhecida como a menina Direita (se liga no trocadilho rsrs)-.

O Koala BearMy partner in crime! Já citado nesse blog como sponsor de outras viagens. Pela primeira vez na história desse blog nossas agendas se cruzaram e ele se juntou a mim numa aventura.

Washington fica a 3h de carro daqui de onde eu moro. Já havia visitado em algum outono frio no passado em viagem a trabalho super curta, mas dessa vez fui para turistar meeerrmo (pq tenho uma hóspede e poooosso!). O chato é que todo “O” mundo estava lá para fazer a mesma coisa (afff… odeio turistas rsrsrs). Washington está entre as 10 cidades mais visitadas dos EUA daí já viu como que é. Ainda mais no verão que todo mundo quer aproveitar para viajar e ficar fora de casa. Então, passamos praticamente sábado e domingo na cidade. O que tem para fazer lá? Monumento para todo o lado (tipo, para cada guerra), todos os prédios do governo, o congresso, muitos e muitos museus e claro, a casa branca.

No sábado andamos os dia inteiro sob um calor de 36C (ei, a gente é do norte mas sente calor tbm tá?). Visitamos o Capitol building fizemos um tour 0800 que valeu muito apena para aprender sobre a história dos Estados Unidos (todo em inglês é claro, se você é zerado no inglês, vai assim mesmo e já vai treinando o ouvido). Para você que quer visitar o Capitol building é importante lembrar que a segurança é reforçada, igual para entrar no avião, não passa nem água. Também passamos pelo Jardim Botânico dos Estados Unidos e três Smithsonian. Sobre os museus Smithsonian, vale muito a pena conferir, principalmente se você tem crianças. Ele é todo interativo, informativo e divertido. Tinha menino demais para o meu gosto (rsrs) mas eu entendo o encantamento.  Nesse mesmo dia, falando do sábado gente, vimos a casa branca. Desculpem a falta de fotos, sei que todo mundo quer ver isso mas eu sinceramente não vi fascínio. Tem muita segurança, muita gente sempre se aglomerando e é um pouco difícil pegar uma vista boa. Se o Donald Trump estava lá? Preferiria que não hahahha. Terminamos o nosso dia com um ramen e sake respeitado no Bantam King. Para sobremesa, o melhor gelato do mundo para uma tarde quente de verão, pitango (disso sim tem foto! Mas tem que ir lá no insta para ver @lidigregory).

 

Voltamos para o hotel exaustos. Ficamos num hotel fora da cidade (cerca de 20 min) porque ficar na cidade é perder os olhos da cara se é que você me entende. O passeio tinha sido ótimo mas estava um pouco frustrada com a quantidade de pessoas. Eu não tinha tirado nenhuma foto por que era impossível se livrar daquela multidão. Decidi que no domingo iria acordar as 6 da matina, visitar os monumentos que queria com calma, apreciar a paisagem e viver o momento. E assim foi, o Koala topou e a hóspede dorminhoca ficou. Tive uma experiência totalmente diferente indo cedo de manhã e foi a melhor coisa que fiz (Confiram as fotos!).

Lincoln Memorail
Vista para o Lincoln Memorial
2 war memorial
Memorial da 2 Guerra Mundial e bem atrás o Washington Monument.
Vietnam Memorial2
Parede com os nomes dos mortos na guerra do Vietnam. Inúmeros mortos 😦
Vietnam Memorial
Rosas na passagem que leva ao Memorial da guerra do Vietnam.
Lincoln statue
Estátua do Abraham Lincoln dentro do Lincoln Memorial.
View from Lincoln Memorail
Washington Monument visto da frente do Lincoln Memorial.

Depois de um café reforçado visitamos o Arlington National Cemetery que é um cemitério militar enorme. Esse cemitério foi criado em homenagem aos mortos de guerra e é onde estão enterrados aqueles que de alguma forma se destacaram. O que você não pode deixar de conferir é a troca de soldados que fazem a guarda do túmulo dos soldados desconhecidos. Esses túmulos tem guarda 24h faça chuva, sol ou neve. Ah, os Kennedy’s também estão enterrados nesse cemitério. Desculpem novamente pela falta de fotos mas é que acho meio sei lá… estranho, bizarro, desrespeitoso tirar foto em cemitério (não sei explicar). Enfim, o domingo foi menos intenso do que o dia anterior, batemos mais perna, jantamos e pegamos a estrada de volta para casa.

Não vou comentar sobre cada monumento que vi porque é muita informação e você tem que visitar D.C! Arranja um hóspede, uma desculpa e vai! Ou melhor, vem ser o hóspede de alguém!

Sobre a hóspede/menina direita? Ela amou tudo! (manifeste-se nos comentários Jú). D.C é um prato cheio para quem ama história e política. Visitar a capital de um país é para quem quer aprender mais sobre o passado e o presente de uma nação.

Deixa um comentário aí se te convenci que hospedar pessoas é uma coisa boa ou se pelo menos te convenci a visitar Washington D.C!

Agradecimentos: Koala por fazer essa viagem possível e Ju por ser objeto de inspiração desse post (desculpa aí a exposição mas já era…).

Bom final de semana povo!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s